Ideia que continua pulsando!

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Incrível 'reencontro'!!!!!!!!!!!!!

.
Michel (estudante de química), Amílkar (advogado formado), Serginho (o Homem Bomba, rs estudante de publicidade), o Afonso mais um primo (ambos com idades entre 14 e 16 anos, sobrinhos do Amílcar e estudantes tambem).
Estes são os jovens que no final de julho último, colocaram o pé na estrada, aproveitando o final das férias escolares e do trabalho para reencontrarem (ou encontrarem) a cidade que testemunhou o maior e mais rico encontro musico cultural brasileiro! Saíram de Itapetininga e por opção, vieram de carona para viver a emoção dos que há mais de vinte anos fizeram o mesmo percurso e participaram de um rico encontro jovem.
Aqui em Iacanga, vasculharam todo pedaço de história do Festival, deram entrevista na emissora local de rádio, almoçaram comigo (ahahah) aquele macarrão dos velhos tempos (coisa boa!), cativaram as pessoas e tenho certeza que apesar dos perrengues da estrada, curtiram muito!!!!!
Aí estão algumas fotos dessa viagem
.









.
Bolhas nos pés!!!!
au
.
































































.
Gente!
Amei voces!!!
Jamais esquecerei o café horrível q servi p vcs, ... eheh Eu tinha acabado d acordar, pensei q estivesse vendo coisas, (ih!!)
Jamais esquecerei aquela visita agradável!
mts bjs
.









terça-feira, 2 de setembro de 2008

notícias do documentário











A primeira edição de uma bateria de entrevistas/reuniões/bate-papos sobre o Festival de Águas Claras ocorreu nesta última terça feira (26/08) na residência de Mario Luiz Thompson (fotógrafo que esteve presente em todas as edições, fotografando e filmando). As entrevistas farão parte de um documentário dirigido por Thiago Mattar que será lançado em DVD na segunda quinzena de 2010. O filme contará ainda com registros inéditos das quatro edições do festival. São imagens de bandas como Jazzco, Som Nosso de Cada Dia, O Terço, Gilberto Gil, Moraes Moreira, Walter Franco, Egberto Gismonti, Jards Macalé e muitos outros. O foco do bate-papo foi a primeira edição do Festival Águas Claras, que ficou conhecida como o Woodstock Brasileiro. Estiveram presentes nesta primeira reunião: Antônio Peticov (artista plástico que preparou um 'banquete naturalista' na edição de 1975, banquete que consistia em um panelão de arroz-papa); Zé Brasil (músico da banda Apokalypsis, que tocou mais de duas horas e meia em 1975 e incendiou toda a multidão da fazenda); Amarilis Gibeli (produtora que organizou, juntamente com o Leivinha, as duas primeiras edições do Festival de Águas Claras); Manito (Som Nosso de Cada Dia) e Pedrão Baldanza (Som Nosso de Cada Dia). Já estão sendo agendadas entrevistas com Paulinho Boca de Cantor, Oswaldinho do Acordeon, Terreno Baldio, Jazzco e Moto Perpétuo.